COMPROMISSOS
– Votar contra qualquer proposta de aumento de impostos.
– Economizar mais de 50% da verba de gabinete.
– Não utilizar um único centavo da verba indenizatória.
– Destinarei todas as minhas Emendas Parlamentares ao Orçamento (mais de R$ 18 milhões por ano) para as áreas principais do estado: Saúde, Educação e Segurança.
– Cumprir o mandato até o fim. Não deixarei minha função parlamentar para ocupar cargo no poder executivo.
PROPOSTAS PARA BRASÍLIA

-> DAR TRANSPARÊNCIA AOS VOTOS: apresentar projeto de resolução para obrigar a divulgação, no site da Câmara Legislativa, de todos os votos dos deputados.

-> REVOGAR LEIS INÚTEIS E/OU PREJUDICIAIS: muitas vezes o problema de Brasília não é a falta de leis, mas sim o excesso delas. Além de apresentar bons projetos de lei, é necessário extinguir aquelas que nada contribuem para a sociedade.

-> REDUZIR O CUSTO DA CÂMARA LEGISLATIVA: além das economias diretas do nosso gabinete, pautar a redução dos gastos de todo o Poder Legislativo do DF. O modelo de eficiência precisa ser regra, não exceção.

-> ATUAR PELO FORTALECIMENTO DO LABORATÓRIO HACKER DA CÂMARA LEGISLATIVA: é necessário ampliar as ações do Labhinova para aproximar as pessoas de Brasília da atividade legislativa e tornar a CLDF mais transparente.

-> PRIORIZAR A GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA: apoiando o setor produtivo e o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação. Criar incentivos para a consolidação de Startups, de Parques Tecnológicos e da Indústria Inteligente.

-> ADOTAR O APLICATIVO NOSSO MANDATO: possibilitando às pessoas acompanhar todas as votações da CLDF e opinar sobre os temas. Também será possível marcar reuniões diretamente comigo e notificar problemas da cidade através de fotos e localização georreferenciada.

PROPOSTAS PARA AS UNIVERSIDADES

-> MELHORAR A SEGURANÇA NA UnB: fiscalizando as ações policiais para garantir uma atuação especializada e constante, alinhada com as necessidades do ambiente universitário. Destinar recursos públicos (emendas parlamentares) para a ampliação da iluminação e do sistema de câmeras nas áreas públicas dos Campi.

-> FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA (FAP-DF) EFICIENTE: não podemos aceitar que parte dos recursos destinados para a Ciência, Tecnologia e Inovação sejam devolvidos ao governo por problemas de gestão na FAP-DF. É necessário ampliar os editais e desburocratizar as prestações de contas. A Fundação deve estar mais próxima dos pesquisadores e dos empreendedores (Startups e outras empresas).

-> ISENTAR AS EMPRESAS JUNIORES DE IMPOSTOS: atuando pela extinção da cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS) das EJs do DF, uma vez que realizam projetos com fins educacionais e não lucrativos (conforme a Lei Federal 13.267/2016).